Buscar
  • RODÃOONLINE

A SEGUNDA ASSEMBLEIA DA CAMPANHA SALARIAL DESTE ANO SERÁ NA PRÓXIMA TERÇA-FEIRA, 31/05.


Iniciamos mais uma semana de trabalho, debates, negociações, defesa da categoria. E estamos aqui trazendo informações e chamando a categoria a lutar.


Na SEGUNDA-FEIRA, 23/05, tivemos a reunião semanal da Diretoria e coordenamos a montagem de nossa tenda de lutas, como já dito, dessa vez com mais conforto e segurança. No final do dia a permanente caminhada nos terminais, especialmente no TICEN.


Após longa avaliação de nossa campanha salarial, de negociações que não avançam e do que temos ouvido dos companheiros nos locais de trabalho, e considerando que teremos reuniões importantíssimas na próxima quinta-feira, 26, decidimos marcar a data de nossa segunda assembleia da campanha salarial para a próxima terça-feira, 31/05.


No dia 26/05, teremos reunião na prefeitura de Florianópolis, com o Secretário de Mobilidade, Michel Mittmann, e assessores do prefeito Topázio Neto. Logo após, está agendada nova negociação com os patrões, em mesa única, como sempre foi.


Com ou sem propostas concretas, apresentaremos o resultado dessas reuniões para avaliação de toda categoria. Será o momento de definir o que fazer nessa campanha salarial.


Já na TERÇA-FEIRA, 24/05, tivemos uma importante reunião no Ministério do Trabalho, agendada há um bom tempo para tratar de 02 pontos. Passamos a relatar:


01 – REPRESENTAÇÃO DA CATEGORIA – Há muitos anos temos problemas de representação dos motoristas contratados por empresas que terceirizam força de trabalho e alugam automóveis executivos com motoristas. Os sindicatos patronais não aceitam que o SINTRATURB represente esses trabalhadores, o que é absurdo, pois a profissão de motoristas é regulamentada em lei como categoria diferenciada.

Com mediação do Ministério do Trabalho, conquistamos nova CCT de Turismo e Fretamento, que se aplica a estes motoristas. Agora, enviaremos essa CCT aos patrões e cobraremos seu cumprimento, com fiscalização direta do Ministério do Trabalho.


02 – GRUPOS DE TRABALHO PARA GARANTIA DE AGENTES DE BORDO – Nessa reunião, o segundo tema foi a questão das empresas do transporte urbano estarem retirando os cobradores e impondo a dupla-função dos motoristas, com a conivência do Poder Público.


No âmbito da prefeitura de Florianópolis, o prefeito Topázio Neto se dispôs a abrir uma negociação sobre essa questão. Já com o Governo do Estado, essa porta está fechada.

Diante dos problemas que se avolumam com os motoristas dirigindo e cobrando, especialmente acidentes e o estresse dos motoristas, o Superintendente do Ministério, Ricardo Oliveira, se dispôs a participar e buscar a participação de representantes do Governador nesse grupo de trabalho.

RECUPERAÇÕES JUDICIAIS

Desde que a primeira empresa aplicou uma Recuperação Judicial o Sindicato vem dando toda a assistência possível aos trabalhadores demitidos, disponibilizando advogados sem custos, tanto para as ações coletivas quanto individuais (que ainda podem ser abertas reduzindo as perdas com as multas do 467 e 477), assim como nos empenhamos ao máximo nas “batalhas das procurações”, buscando o maior número possível de assinaturas, porém, muitos trabalhadores foram obrigados assinar com os representantes das empresas, facilitando o jogo dos patrões, no andamento destes processos.

Todas essas artimanhas foram denunciadas junto ao Juiz encarregado das Recuperações Judiciais, inclusive com alguns inquéritos policias em andamento.

TERÇA-FEIRA, 31/05. GRANDE ASSEMBLEIA NA PRAÇA DE LUTA

Mesmo com todo o trabalho nas Recuperações Judiciais e na representação de outros setores da categoria, como os motoristas de carros executivos, na administração do sindicato, não descansamos um minuto buscando retomar a luta no segmento do transporte coletivo urbano e recuperar nossas perdas na remuneração e no número de empregos.

A assembleia da próxima terça é fundamental.

Se tiver proposta, precisamos avaliar e decidir sobre ela.

Precisamos decidir o que vamos fazer, principalmente ORGANIZAR A LUTA se os patrões não reconhecerem nossa importância e todas as perdas que tivemos, que no campo salarial chega a 24,96%.


Disso, os patrões já disseram que tem possibilidade de repor a inflação do último ano, em torno de 12%, mas que devemos esquecer os dois anos anteriores.


Sem promessas e falsas expectativas na recuperação imediata de tudo, a posição da diretoria é de lutar por um PLANO DE RECUPERAÇÃO DE TUDO, o que somente será possível com um grande comparecimento da categoria na assembleia, demonstrando aos patrões e ao Poder Público que vamos lutar.

SINTRATURB: SINDICATO DE LUTA

150 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo