Buscar
  • RODÃOONLINE

NOTA SOBRE CESTAS, NEGOCIAÇÕES E A ESPERADA VOLTA


COMPANHEIROS(AS) DE VIAGEM NA LUTA POR DIREITOS E PELA VIDA! Com o histórico dia 25 e Maio, quando fizemos a primeira grande assembleia e manifestação pública de trabalhadores em Santa Catarina, garantimos mais tranquilidade para quem trabalha na municipal de Florianópolis e passamos a cobrar atitude dos patrões da intermunicipal/metropolitana e do Governo Estadual.

Além de pressão no SETUF e nos governos, a diretoria continuou o trabalho de organização para compra/distribuição das “cestas básicas” a quem se cadastrou na segunda lista de entrega.


As cestas serão entregues na próxima segunda e terça-feiras, dias 08 e 09 de junho, entre 09:00 e 17:00, nas seguintes unidades da Rede Fort Atacadista: Santo Antônio, Campeche, Palhoça (Passa Vinte), Campinas e Biguaçu. Na Sexta-feira divulgaremos as listagens com o nomes e locais de retirada.


E continuamos o trabalho normal do sindicato, como administrar a reforma no telhado da sede administrativa da Mauro Ramos e acompanhar das ações judiciais, onde, neste período, tivemos três audiências e fizemos a ação de cobrança da Emflotur, pelo atraso no pagamento do tíquete.


AJUIZADA A AÇÃO PARA BUSCAR A RETIRADA DO FGTS Além disso, o nosso jurídico ingressou com ação judicial para os sócios do sindicato sacarem o FGTS. É ação solicitada pela categoria, mais um serviço prestado pelo sindicato em defesa dos trabalhadores sindicalizados. Agora, aguardamos a manifestação do judiciário.


QUARTA-FEIRA TEM NOVA NEGOCIAÇÃO COM PATRÕES Amanhã, quarta-feira, às 16 horas, haverá reunião de negociação com os patrões, que pretendem alterar o acordo firmado no dia 15 de Abril. Patrões querem acordo diferenciado entre as empresas do Consórcio Fênix e as empresas da metropolitana. Algo inaceitável.


Vamos cobrar o imediato pagamento do que é devido e avisar: sem cobrador não tem volta ao trabalho. Temos que debater as condições da volta ao trabalho; como ficará quem não voltar; debate das condições sanitárias para prevenir o contágio pelo Covid 19.


GOVERNADOR: E A AUDIÊNCIA DA CATEGORIA? Encaminhamos nova cobrança ao Gabinete do Governador Carlos Moisés. Reafirmamos a necessidade dessa conversa entre o sindicato e o governador, tratando das reivindicações decididas pela categoria na assembleia: medidas que possibilitem as empresas a honrarem os acordos e garantir o “Plano Sanitário” que já enviamos há 08 dias para o seu gabinete.


Claro que nesses dois temas, tem muitos detalhes a serem conversados e resolvidos.


AUDIÊNCIA PRA VALER Também registramos que nossa Diretoria tem legitimidade para falar em nome dos trabalhadores, por ter sido eleita pela categoria e porque temos a pauta aprovada pela categoria, além de um “Plano Sanitário”. No documento, reafirmamos nossa independência, que não defendemos interesses dos patrões ou de partidos, igrejas etc. Somos a representação dos interesses da categoria, de mais ninguém. Não dependemos de deputado, vereador ou religioso para nos levar pela mão e tirar fotografia para alguma politicagem futura.


Queremos uma reunião pra valer, para sair com informações e respostas. É preciso ter responsabilidade com o transporte e com mais de 5 mil pais e mães de família, que dependem dos empregos e querem receber os direitos.


SEM COBRADORES, SEM TRANSPORTE Companheiros, há indícios de que os patrões querem a volta do transporte sem cobradores. Mentem que estão preocupados com a circulação de dinheiro aumentar o risco de contágio pelo Covid 19. Pergunta: dinheiro nos ônibus é mais perigoso do que em outros locais?


O fato: ocorre uma enorme circulação de dinheiro em outros locais. Muito mais que dentro dos ônibus. A prefeitura de Florianópolis anunciou que não haverá cobrança em dinheiro, mas, que os cobradores devem ser colocados para orientar a população e garantir as condições sanitárias. Os patrões aceitaram a recomendação?


É exatamente nesse momento que mais será necessário o cobrador. O motorista não poderá ficar sozinho para orientar, responder questionamentos, atender usuários, movimentar elevadores etc. A orientação aos usuários deverá ser permanente e não pode o motorista fazer essa tarefa e dirigir.


SEM COBRADORES NOS RECUSAREMOS A VOLTAR AO TRABALHO Companheirada, vamos nos ligar. Quando voltarmos ao trabalho, teremos que estar mais unidos do que nunca. A garantia dos empregos e de nossa saúde vai exigir muita luta de nossa categoria.


SEM FOFOCAS E REUNIÕES FANTASIAS No país da mentira, todo cuidado é pouco. Durante a paralisação tem aparecido “lideranças vazias”, em várias empresas. Se aproveitam do momento e “mostram serviço” ao patrão. Foi assim principalmente na Emflotur, na Canasvieiras, na Jotur, na Estrela e na Biguaçu.


Além de negar todo o trabalho da diretoria, tem o risco das negociações serem atrapalhadas por gente que resolve falar em nome da categoria sem representatividade pra isso, se reunindo com patrão, seguindo blogueiro, candidato a vereador e deputados oportunistas, postando vídeos e mensagens com boatos, informações equivocadas ou já informadas pelo sindicato e até pela imprensa.


Os patrões adoram isso. Quanto mais confusão e divisão na categoria, mais fácil ficará o trabalho deles em nos explorar e tentar usar essa pandemia para se dar bem.

INTERMUNICIPAL: NADA ESTÁ GARANTINDO Temos trabalhado incansavelmente para garantir o pagamento dos companheiros do setor intermunicipal da categoria. Estamos cobrando dos patrões e do Poder Público. A empresa Santa Terezinha já comunicou que pagará tudo integralmente e vem cumprindo.


Nas demais empresas tudo está atrasado e já estamos, praticamente, com as ações de cobrança prontas, única alternativa que possuímos nesse momento.


CUIDADO COM OS AUXILIARES DE PATRÃO Como já alertamos, tem gente sem dignidade e atrapalhando todo o trabalho do sindicato. Em redes sociais tem uma minoria falando de garantias, de dia de volta, que o patrão vai pagar e por aí vai. Ontem, foi divulgado um áudio lamentável. Um trabalhador diz “ter feito reunião com o seu patrão”, que garantiu o pagamento do tíquete alimentação. Por outro lado, elogiando o patrão e agradecendo ter sido bem tratado, disse que precisamos “entender o lado do patrão/empresa”, que não poderá pagar agora os 30%.


Repetimos: também já “ouvimos promessas de algumas empresas”, mas, não divulgamos boatos e “fake news”. As páginas do sindicato só divulgam informações oficiais, quando os patrões documentam suas propostas e posições. Até agora, a posição oficial das empresas metropolitanas é de incapacidade para pagar o que nos devem.


Repetimos: amanhã temos reunião de negociação com os patrões e ali eles comunicarão sua posição oficial, que divulgaremos em seguida. Até lá, ninguém pode garantir nada, exceto balela de patrão usando boca-de-aluguel.


SINTRATURB: SINDICATO DE LUTA E DE DEFESA DA VIDA

789 visualizações

FALE COM A GENTE

 Sindicato dos Trabalhadores em Transportes de Pessoas de Florianópolis e Região

Av. Mauro Ramos, 398 - Centro 

Florianópolis - SC - 88.020-300

 

Fone: (48) 3286.5300


 

NOSSAS

REDES

CADASTRE-SE

Que se manter informado sobre sua vida

profissional? Então se inscreve ai embaixo.

 

© 2019 nucabu com Wix.com