Buscar
  • RODÃOONLINE

TUDO SOBRE OS 30 E 70% E SOBRE O NOVO ACORDO PARA A RETOMADA.


PACIÊNCIA E MUITA UNIÃO ENTRE TODOS NÓS: DIRETORIA E BASE DO SINDICATO

Caros companheiros de trabalho, de luta por direitos e de vida neste lindo planeta, começamos esse “O Rodão” informativo de uma maneira um pouco diferente, porque tem “confusão desnecessária” e alguns desentendimentos entre companheiros da base e da diretoria do sindicato. Tem reclamações de que “a diretoria não aceita críticas”, outros dizendo que o “sindicato não faz nada porque a diretoria recebe o salário integral”, algum mal-entendido em grupo de WhatsApp, gente falando em “tirar o nome do sindicato”.


Pessoal, só os patrões e seus governos irresponsáveis vão ganhar com nossa divisão. Não importa o que se pensa sobre a pandemia, o fato é que ela nos tirou do trabalho e está impondo sérias perdas para todos nós trabalhadores. Estamos todos no mesmo ônibus.


Os membros da diretoria não pararam de trabalhar em nenhum um momento, mas, não estão recebendo salário integral. Também estão no programa de suspensão de contrato. Assim como a categoria, dependem dos 70% do governo. Os diretores do sindicato que trabalham na Jotur, Biguaçú e Imperatriz não receberam nem os 30% das empresas, que toda a categoria da municipal de Florianópolis já recebeu.

Então pessoal, estamos todos no mesmo ônibus, querendo que tudo isso termine, querendo voltar ao trabalho, todos temos perdas. Por isso, estamos todos ansiosos e nervosos. Então, vamos ter mais paciência e mais compreensão entre nós, porque se a gente se dividir, aí sim ficaremos mais enfraquecidos e sem poder lutar.


Nossos inimigos não estão na categoria, nossos inimigos são os patrões e os governos irresponsáveis, que desrespeitam os trabalhadores e fazem leis para beneficiar as empresas.


Galera, a direção sabe que as vezes erra e reconhecemos isso. Mas, às vezes, vocês da base também erram. Criticar é normal e democrático, porém, é bem diferente de desconfiar, de ofender, de dizer que não fazemos nada.


Galera, não podemos é nos ofender e dividir. Sair do sindicato é dar tiro no pé, porque o sindicato não é só a diretoria, o sindicato somos todos nós, juntos e fortes.

O PAGAMENTO DOS 30%

Intermunicipal – As empresas estão descumprindo o acordo com a gente, alegando falta de recursos. Até agora só pagaram o tíquete alimentação e não pagaram seus 30% do primeiro mês de suspensão do contrato. Além das ações judiciais para cobrar o que nos devem, precisamos responsabilizar também o governo do Estado, cujo governador se nega a receber a diretoria do sindicato, porque ele sabe que nós vamos lá cobrar medidas efetivas. Está chegando o momento de uma grande mobilização, para responsabilizar o Poder Público e garantir nossos direitos.


Municipal Florianópolis – Aqui, nossa pressão surtiu mais efeito e a prefeitura fechou um acordo judicial com o Consórcio Fênix, para as empresas conseguirem pagar os acordos com a gente. Foram pagos o tíquete alimentação e os 30% do primeiro mês. Agora, estão com problemas para pagamento do segundo mês, porque a justiça ainda não homologou o acordo entre PMF e Fênix, impossibilitando a prefeitura de repassar o dinheiro para as empresas. Estamos acompanhando de perto e pressionando por uma solução rápida. Se não resolver no início da próxima semana, vamos tomar uma atitude de luta, junto com os companheiros da intermunicipal.


O NOVO ACORDO PARA A FASE DE RETOMADA

Concluímos o acordo sobre o terceiro aditivo a nossa CCT. Provavelmente o último sem assembleia e nós mobilizados e juntos. A volta ao trabalho depende da demanda de serviços para as empresas. Nesse momento foi chamada para trabalhar uma parcela menor da categoria. Esses companheiros tem o contrato de trabalho reativado integralmente.


Para os que não voltaram agora, haverá uma redução da jornada de trabalho e dos salários. Esses companheiros receberão 25% da remuneração normal, paga pelas empresas; também receberão ajuda emergencial de 75% da faixa de seguro desemprego, pago pelo governo. As empresas continuarão pagando o Plano de Saúde e os tíquetes alimentação conforme nossa CCT. Já os companheiros componentes do grupo de risco na Pandemia, continuarão com os contratos de trabalho suspensos, como até agora.


O tíquete alimentação será pago no próximo dia 08 de julho.

As datas anteriormente previstas estão mantidas e se as empresas não cumprirem estaremos nos mobilizando pra cobrar, inclusive judicialmente.


Para todos que estão voltando ao trabalho, a partir de 01 de julho voltam as condições nossa CCT, inclusive com o vale no dia 20.


Já o pagamento da PL proporcional até o mês de março, será pago no mês de agosto.


E QUEM NÃO RECEBEU OS 70% DO GOVERNO?

Informamos os problemas de descontrole do governo federal e a impossibilidade de apresentar recursos administrativos. A partir dessa semana a Secretaria do Trabalho resolveu esse problema e as empresas estão entrando com os recursos e cobrando o pagamento a esses companheiros.


AUDIÊNCIA COM O GOVERNADOR

A direção do sindicato continua cobrando do governador do Estado a realização de uma audiência séria e de trabalho. O Estado é o Poder Concedente e responsável pela operação das linhas intermunicipais. O governador precisa tomar alguma iniciativa que possibilite às empresas cumprirem os acordos com a gente.


Na próxima semana, cobraremos com mais mobilização essa audiência e o compromisso do governador com nossas famílias.


EMPRESA JOTUR

Vimos os problemas envolvendo alguns ônibus da empresa Jotur, que responsável por grande parte do problema, pois não treinou e orientou corretamente seus empregados. Também é irresponsabilidade do prefeito de Palhoça, que está relaxando nas medidas sanitárias e resolveu não assumir as medidas adotadas por Florianópolis no tocante ao transporte. Assim, temos medidas diferentes entre os municípios, gerando a confusão.


Companheiros da Jotur e de todas as demais empresas: vamos nos emprenhar nesse momento, mais do que já fazíamos; vamos atender bem a população; vamos nos cuidar e exigir cuidados por parte dos usuários, trabalhando com a lotação indicada pelos órgãos de saúde, nem um passageiro a mais. Só assim garantiremos a continuidade do transporte, o crescimento do número de passageiros que vai exigir mais ônibus e mais gente trabalhando. Só assim garantiremos nossos empregos e remuneração.

SINTRATURB: SINDICATO DE LUTA POR DIREITOS E DEFESA DA VIDA

1,607 visualizações

FALE COM A GENTE

 Sindicato dos Trabalhadores em Transportes de Pessoas de Florianópolis e Região

Av. Mauro Ramos, 398 - Centro 

Florianópolis - SC - 88.020-300

 

Fone: (48) 3286.5300


 

NOSSAS

REDES

CADASTRE-SE

Que se manter informado sobre sua vida

profissional? Então se inscreve ai embaixo.

 

© 2019 nucabu com Wix.com